7 dicas para abrir um restaurante vegano de sucesso

 

Você já pensou em abrir um restaurante vegano? Saiba que o segmento tem atraído novos adeptos a cada dia, o que o torna um negócio de grande potencial. Isso porque o veganismo, além de uma tendência, é um estilo de vida que abomina qualquer produto de origem animal, incluindo alimentos, vestuário e cosméticos.

Para ter sucesso, é preciso conhecer o mercado de atuação do negócio. Neste post, você vai conhecer 7 dicas que podem ajudar você na abertura de um estabelecimento adequado ao perfil de um público vegano. Continue a leitura!

Saiba a diferença entre restaurante vegano e vegetariano

É muito importante ter cuidado para não confundir veganismo com vegetarianismo, pois servir uma iguaria que utiliza um produto de origem animal pode colocar a credibilidade do seu restaurante em xeque. Para que isso não ocorra, vamos explicar a diferença entre esses dois conceitos. Acompanhe!

Veganismo

Mais do que uma simples dieta, é um movimento de respeito aos animais, que exclui todo e qualquer produto de origem animal para o consumo humano, incluindo laticínios, ovos, mel e até óleos e gorduras.

Também não utiliza artigos que possam ter provocado a exploração de um ser vivo, como roupas e materiais de higiene, cosméticos e outros itens que tenham sido testados em animais.

No cardápio vegano tudo precisa ser de origem vegetal, por isso, você tem que conferir se as receitas não apresentam componentes que fogem desse objetivo, ainda que de maneira industrializada.

Vegetarianismo

Os vegetarianos, por sua vez, não comem carne. No entanto, podem ser:

  • ovolactovegetarianos: comem ovos e laticínios;
  • lactovegetarianos: não comem ovos, mas consomem laticínios;
  • vegetariano restrito: não utiliza nenhum produto de origem animal na sua alimentação.

Além disso, também não evitam usar produtos ou acessórios oriundos de matéria-prima animal.

Confira as dicas para abrir um restaurante vegano

Como explicado no início do post, é fundamental conhecer o mercado para abrir um bom negócio. Da mesma forma, algumas boas práticas também podem ajudar. Veja, a seguir, algumas dicas!

1. Analise as preferências do seu público

Se você não conhece a filosofia vegana a fundo, o recomendável é que pesquise bastante ou esteja acostumado a lidar com esse tipo de cardápio antes de abrir as portas do seu estabelecimento. Por isso, estude o estilo de vida dos veganos para gerar insights.

2. Seja sustentável

O vegano espera que um restaurante do gênero seja mais do que um lugar para se alimentar de maneira saudável. A expectativa é que você comungue da mesma filosofia e seja um embaixador do movimento.

Muitos adotam esse estilo de vida pensando em não compactuar com a indústria de alimentos de origem animal. Por isso, é essencial que o seu restaurante também abrace essa causa e pense na sustentabilidade como um todo. Afinal, esse tipo de estabelecimento consome muita água, gasta muita eletricidade e gera muito lixo.

Desse modo, analise medidas sustentáveis para reduzir esses impactos. Isso contribui não só para o meio ambiente, mas também para a redução de custos e aumento da rentabilidade do negócio.

3. Produza conteúdo vegano

Produzir conteúdo vegano é uma excelente estratégia para mostrar aos clientes e ao público no geral como substituir alimentos animais, utilizar vegetais do modo certo e elaborar pratos conhecidos e famosos utilizando apenas os ingredientes permitidos nesse tipo de cozinha.

Criar um blog, newsletter ou até um livro de receitas veganas são táticas que podem ajudar a promover seu restaurante e torná-lo referência no segmento.

4. Explore o nicho de mercado

Encontrar uma seleção de produtos veganos que vá além dos legumes e atenda as expectativas do consumidor é muito difícil. Assim, seu restaurante pode contar com uma espécie de mercearia anexa, que venda esses itens ao público.

A tática ajuda a aumentar o faturamento sem fazer um investimento extra muito grande. Mesmo que você já atue no ramo alimentício e não deseje atender exclusivamente essa parcela da população, vale a pena se promover como um restaurante de comida natural, estendendo-se a outros públicos e pessoas preocupadas com a saúde.

Caso você já tenha um restaurante, pequenas mudanças no cardápio podem surtir efeito. Para isso, basta incluir opções veganas e vegetarianas com o intuito de aumentar o espectro dos clientes em potencial.

Uma excelente alternativa é trabalhar com produtos orgânicos de produtores locais ou ter seu próprio espaço de plantio.

5. Não restrinja seu restaurante apenas aos veganos

O número de simpatizantes dessa filosofia também está em ascensão. Isso significa que não só os veganos frequentarão seu restaurante, mas um grupo de pessoas que busca diminuir o consumo de produtos oriundos de animais — por questões de saúde ou ideológicas — também comparecerão, convidado por seus amigos ou por iniciativa própria.

6.Tenha um cardápio criativo

Trocar a carne por proteína de soja, tofu ou cogumelos não é suficiente para atender satisfatoriamente os veganos. Afinal, nem só de saladas vivem os adeptos do movimento. Pelo contrário, eles buscam sabor.

A falta de variedade e criatividade é uma das maiores queixas desse público. Portanto, busque receitas e substituições diferenciadas. Se você não quer perder espaço no mercado para a concorrência, deve inovar.

Hambúrgueres de soja, feijoada vegana, escondidinho, coxinha e outros salgados sem ingredientes de origem animal são algumas opções de menu para apostar e conseguir um bom retorno.

Uma sugestão é contratar cozinheiros veganos ou especialistas nesse tipo de culinária. Com isso, garante-se um cardápio criativo, o que ajudará a atrair cada vez mais público.

7. Faça com que seu restaurante seja referência

Para se tornar referência é preciso aprender cada vez mais sobre veganismo e disseminar o movimento para outras pessoas. Manter o seu estabelecimento e o cardápio receptivo a qualquer pessoa, e sua equipe preparada para explicar os conceitos de cada prato ou detalhe é uma maneira de atingir esse objetivo.

Dessa forma, por que não participar de reuniões, encontros, grupos de discussões na rede? Tente ainda sediar encontros veganos na sua cidade e se posicione em relação à causa.

Promover cursos, degustações e outros eventos ajudará seu negócio a virar referência, atraindo mais clientes. Essas ações certamente contribuirão para fortalecer sua marca e atrair os adeptos do movimento.

Perceba então que o restaurante vegano é uma tendência que vem se consolidando a cada ano. Entender o perfil dos clientes e proporcionar uma experiência positiva a eles trará excelentes resultados e ajudará no alcance do sucesso!

Gostou deste post? Então, aproveite a oportunidade e baixe o e-book sobre como identificar e atender diferentes perfis de clientes. Que tal?

Compartilhe essa página com um amigo ou nas redes sociais:

Os comentários estão desativados.