Equipotel Regional 2019 & Conotel – Na abertura do evento, hotelaria comemora crescimento de 7% no faturamento

Resultados econômicos do Turismo no mês de março foram divulgados pela Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC)

Um estudo inédito elaborado pela Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontou que, no mês de março, o faturamento real do turismo nacional cresceu 1,5% em comparação com fevereiro, graças aos aumentos verificados nos segmentos de hospedagem (7%), cultura e lazer (11,7%) e alimentação (11,8%). Os dados foram apresentados na abertura do 61º Congresso Nacional de Hoteis (Conotel), realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Hoteis (ABIH Nacional) em Goiânia nesta quarta-feira, 8 de maio, Dia Nacional do Turismo.

Em seu discurso na abertura do evento, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, disse que a performance do setor “mostra que estamos num caminho sem volta para o crescimento do turismo no Brasil. Tudo muda quando governo e iniciativa privada trabalham juntos, do mesmo lado, no mesmo time”, garantiu.

O titular do Turismo recebeu, durante a solenidade, uma homenagem das mãos do presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares. Álvaro Antônio agradeceu a condecoração pelos serviços prestados ao turismo brasileiro e afirmou que “a hotelaria é fundamental na empregabilidade do país. Com 2,5 milhões de leitos de hospedagem, gera postos de trabalho, renda, e contribui decisivamente para a imagem positiva que temos como nação hospitaleira”, disse. O serviço de acomodação tem a aprovação de 96,4% dos estrangeiros que visitam destinos do Brasil, segundo estudo do Ministério do Turismo.

Para Manoel Linhares, o país passa por um momento de grande expectativa positiva com as medidas econômicas adotadas pelo novo governo. “Essa simples perspectiva já anima os investidores e o empresariado nacional. O governo vem fazendo do setor uma grande aposta pela transformação positiva da realidade brasileira”, afirmou.

Ao apresentar dados de faturamento e empregabilidade do turismo no mês de março, o presidente da CNC, José Roberto Tadros, parabenizou o ministro: “em pouco tempo, o senhor já deu um ‘up’ no crescimento do turismo do Brasil: +1,5% em março, em comparação com fevereiro”. Medidas como a isenção de vistos para cidadãos australianos, americanos, canadenses e japoneses, além da nova política de gestão turística do patrimônio mundial e dos encaminhamentos para a aprovação da modernização da Lei Geral do Turismo foram citadas como importantes avanços do setor nos primeiros meses de governo.

“Vamos defender a manutenção da isenção dos vistos no Congresso. São turistas de alto poder aquisitivo que não temos porque restringir. Precisamos é desenvolver o turismo”, disse o presidente Tadros. “É no setor de turismo que temos que nos apoiar para reduzir o déficit de empregos do país. Precisamos pensar em como podemos impulsionar o nosso processo de desenvolvimento por meio dessa atividade”.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse que o Dia Nacional do Turismo estava sendo um momento de celebração para o estado, que pela primeira vez sedia uma edição do Conotel. Ele destacou a capacidade do setor para alavancar a economia. “O emprego é a melhor política social que podemos criar. E o Turismo é uma grande vertente para empregar essa mão de obra disponível, principalmente no interior do estado”, avaliou.

61º CONOTEL E EQUIPOTEL – O Conotel deve atrair um público estimado em 5 mil pessoas durante os três dias de programação, que encerra nesta sexta-feira (10). Realizado simultaneamente à Equipotel Regional – feira que reúne as principais empresas e compradores do setor da hospitalidade –, o evento promove o encontro de agentes da indústria do turismo e fomenta discussões técnicas, legislativas e jurídicas nos segmentos da hotelaria e turismo.

Este ano, o encontro tem como tema “Tendências e Inovações no Segmento Hoteleiro”. O perfil itinerante do evento democratiza a discussão de políticas e formas próprias e inovadoras que desenvolvam o turismo em cada região do Brasil.

A programação é formada por seminários, palestras, painéis e mesas redondas sobre inovação, gastronomia, sustentabilidade, acessibilidade, questões trabalhistas, ferramentas de competitividade, acesso ao crédito e tecnologia em turismo, entre outros grandes temas.

Divulgação: Ministério do Turismo

Compartilhe essa página com um amigo ou nas redes sociais:

Os comentários estão desativados.

Mais Notícias



VOLTAR